Aguente

Walk To Light II by ~ZeRDuSHT

eu

vinte e três anos
deitado na cama
teto em branco e desistindo das relações humanas
Blood on the Tracks, Red Label e Marlboro
tentando descobrir quanto poderia aguentar

eu
vinte e cinco anos
acelerando aquele carro
céu estrelado e abandonando tudo estrada afora
Born to Run, Jack Daniel’s e vento no rosto
tentando saber quão longe eu podia ir

eu
vinte e sete anos
sentado na cadeira de casa
cansado demais para pensar e ainda vivo
Songs of Leonard Cohen, vinho e noite solitária
tentando saber com quanta ilusão conseguia viver

eu
vinte e nove anos
paralisado nas linhas desse blog obscuro
sorrindo sobre o que passei
Tom Waits, Heinekens e hotéis demais
tentando adivinhar o que me espera no futuro

eu…

ao som de Hold On – Tom Waits

Para teu Amor

Baby, bem sabes que de nós dois, sou eu que ama.
Não te esforces, não necessito de ti, exceto o sentido e a ilusão de luz dentro dos teus olhos.
Sou a carícia e tu a borda que se curva até o abismo.
Sou o beijo e tu os lábios que ardem em contato.
Sou o desejo que inventa tua carne e a atravessa.
Não me ames,
Não há espaço no meu amor para o teu amor.

- Efraim Medina

Ao som de I love you – Woodkid

Published in: on Março 17, 2013 at 11:01 pm  Deixe um comentário  
Tags: , , ,

Vingança

voltar ao motel onde
você comeu
sua ex-namorada
pela última vez
dar uma cagada
e ir embora

 

Ao som de Caranguejo – Toca do Vale

Eu sou um alcoólatra

Olha, eu sou um alcoólatra
E isso não é legal de se dizer
Não faz parte de alguma “persona descolada” que criei
Para mim sempre foi real e custou um dedo no jogo de facas
Ser alcoólatra é uma constatação
É assim que eu encerro meus problemas
Quando você não sabe mais o que fazer e todos estão sofrendo
Você não pode ir embora e nem há lugar para ir, mesmo se você quisesse
E chove o dia todo e não há nada na televisão
E sua costas doem e nenhum remédio cura
Toda respiração parece que vai lhe matar e não há céu algum em vista
A única coisa que você pode fazer é pedir outra dose

Bem, eu sou um alcoólatra.
Mas não é como se não houvesse uma garota
Ou um bom motivo para se levantar da cama
Ela é boa demais para deixar você rastejar na sujeira
Mas às vezes você se esquece e o mundo desaba
E eu simplesmente não consigo segurar
Às vezes é tarde demais, às vezes eu nem percebo
E dessa vez, o sino não soa para todos
Nesse domingo cheio de mosquitos
No dia seguinte você tem que trabalhar
Mas a ressaca é grande demais para lhe ameaçar
A única coisa que você pode fazer é pedir outra dose.

Olha, posso deixar de ser um alcoólatra
Cavalgando com minha garota e o campo envolta
Qualquer lugar faz um relacionamento feliz
Contanto que não falte luz no pôr-do-sol
Mesmo que falte luz em mim, às vezes
Trabalhando no carregamento de caminhões
Não falta tempo para jantar em casa e amar toda noite
Porque eu não vou perder a vida pra ganhar pão
E quando me pedem para um serviço longe
Eu recuso, o caminhão roda e se distancia
Mas no fim da linha, ela não estará lá
E eu não vou precisar de outra dose

Postado ao som de Everybody’s Hurting – Jacob Dylan

Published in: on Julho 22, 2012 at 11:30 pm  Deixe um comentário  
Tags: ,

Confissão

Esperando pelo último suspiro
como um felino
que pulará
na cama enquanto estarei dormindo

Eu tenho muita tristeza
pela minha esposa
ela verá este
corpo
pálido
rígido
sacudirá uma vez
talvez
outra:

“Hank!”

Hank não
responderá.

Não é a morte certa que
me preocupa, mas é
deixar minha
esposa
com uma
pilha de
nada.

eu quero
que ela saiba
no entanto
que todas as noites
dormindo
ao seu lado

mesmo as discussões
mais inúteis
foram esplêndidas

e as difíceis
palavras
que sempre temi
dizer
podem agora ser
ditas:

Eu
te
amo.

O Despertar

Por incontáveis eras temos sonhado,
por infindáveis mundos temos vagado,
de infinitas escolhas temos sofrido.

O mundo estremece sob o conformismo sufocante,
as esperanças se esvaem nas chamas da mediocridade,
os heróis morrem na forca do orgulho.

O Armagedom está próximo.
A realidade é uma mentira.
A verdade é mágica.
Abre teus olhos… E desperta.

- Mage: The Ascension

Ai! Se sêsse!

Se um dia nós se gostasse;
Se um dia nós se queresse;
Se nós dos se impariásse,
Se juntinho nós dois vivesse!
Se juntinho nós dois morasse
Se juntinho nós dois drumisse;
Se juntinho nós dois morresse!
Se pro céu nós assubisse?
Mas porém, se acontecesse
qui São Pêdo não abrisse
as portas do céu e fosse,
te dizê quarqué toulíce?
E se eu me arriminasse
e tu cum insistisse,
prá qui eu me arrezorvesse
e a minha faca puxasse,
e o buxo do céu furasse?…
Tarvez qui nós dois ficasse
tarvez qui nós dois caísse
e o céu furado arriasse
e as virge tôdas fugisse!!!

- Poeta Zé da Luz

Dia da Mentira

Uma das explicações para o dia 1o de abril ter se transformado no dia da mentira, seria proveniente de uma brincadeira surgida na França. A brincadeira teve início no ano de 1564, quando o rei da França Carlos IX, decretou que o ano fosse iniciado no dia primeiro de janeiro, o que gerou uma confusão muito grande, pois não havia os meios de comunicação para propagação da nova data.

Desde o início do século XVI, o Ano Novo era comemorado no dia 25 de Março, data que assinalava a chegada da primavera. As festas tinham duração de uma semana e terminavam no dia 1o de Abril. Dia esse que, antes do decreto citado acima era reconhecido como início do ano e depois passou a ser conhecido como dia da mentira por motivo das brincadeiras que eram feitas para provocar risos. (more…)

Published in: on Abril 1, 2012 at 12:41 am  Deixe um comentário  
Tags:

ALIMENTOS ENLATADOS S.A.

 Nunca mais você grudada no meu pau, natural como uma rês no gancho do açougueiro. Nunca mais duas lágrimas por uma trepada abrupta na parte traseira. Meu poder sobre você se dilui como os miolos de qualquer um na máquina de moer (meu quarto é escuro como a memória de um morto)

É duro para mim porque eu adoro todas as coisas que os filósofos odeiam e as empregadas temem, e você é uma empregada: mulher perfeita para comprar aspirina num terrível amanhecer de inverno e limpar até a última gota de vômito, certamente você vai apodrecer assim (ha, ha, ha). Ai, só dóis quando não rio.

Claro que lá fora as pessoas desaparecem sem deixar rastro mas ninguém pensa que as suas pegadas não levam a lugar nenhum porque são frias como a privada de um motel à meia-noite. Ninguém pensa em incluir meu nome entre as vítimas do massacre, ninguém pensa porque todo mundo é filósofo ou empregada, que desgraça!

Isto não está no Relatório Hite, não é o tipo de coisa em que as pessoas gostem de pensar nos hipódromos. É apenas uma pilhas cuecas sujas e não tem importância, a menos que você persiga no ar uma bala perdida, a menos que o tenham chutado para fora do último bar e você ainda queira pagar outra rodada.

— Efraim Medina Reyes – Pistoleiros / Putas e Dementes.

Postado do som de A Man Needs A Maid – Neil Young

SOA COMO UMA VELHA CANÇÃO

Há garotas que sabem dar o melhor de si, que se permitem trazer uma sacola de papel com um verdadeiro tesouro: vodka decente, pão francês, cigarros e balas de hortelã, e também comprimidos pra ressaca. Elas sabem que você é um prisioneiro e não um paspalho que se faz passar por artista, e se não sabem, pelo menos fingem com graça.
Garotas que ajudam a enxotar o cara do aluguel, que pegam a correspondência e jogam fora sem abrir porque são espertas, sabem que gente como você não recebe cheques de fundações, revistas nem cartões de Natal, que o mundo lá fora só quer encher o seu saco. Elas não dizem que você é infiel, dizem que você se vira como pode.
Garotas que coçam as suas costas e não fazem perguntas inúteis. Garotas que qualquer um, menos você poderia amar e com isso estragar. Elas não precisam de um marido ciumento, não querem o yuppie amável que rala a bunda para ganhar umas migalhas. Elas se entregam ao prisioneiro, ao cara que bate a porta e apaga este mundo nojento com seus poetas sob medida e suas putinhas honoráveis. Garotas capazes de limpar persianas sem fazer comentários, que sabem quando é hora de ir embora e que jamais levarão uma estúpida flor ao seu túmulo.

Brindo a elas.

— Efraim Medina Reyes – Pistoleiros / Putas e Dementes.

Postado do som de I Just Wanna Make Love To You – Etta James

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.