Gostaria que alguém houvesse me dito antes

Badlands, you gotta live it everyday
Let the broken hearts stand
As the price you’ve gotta pay
We’ll keep pushin’ till it’s understood
and these badlands start treating us good


Gostaria que alguém houvesse me dito antes.
Mas, pensando bem, não seria uma iluminação se fosse de graça.
Há sempre um preço.
Nesse caso, o preço que todos pagam é a INOCÊNCIA.
Não posso, todavia, deixar de pensar que teria facilitado enormemente minha vida saber que um NÃO significa apenas mais um NÃO, em uma vida cheias deles.
Ela é abarrotada de comerciantes, funcionários públicos, enfermeiros etc ad infinitum lhe dizendo NÃO todos os dias.
Bom, é verdade: esse é um mundo selvagem e é difícil atravessá-lo apenas com um sorriso no rosto – tem razão Cat Stevens.
Aceitado isso, torna-se domesticada a rejeição e o desamor.
Qualquer garota que lhe abandona está apenas entrando na imensa lista de pessoas que lhe dizem NÃO todos os dias.
Claro, você DEVE encher a cara de conhaque e de madrugada ligar para a casa dela (afinal somos humanos, não é do nosso feitio lidar com fatalidades).
Mas, no fim da noite e refletindo no espelho vomitado de um banheiro a quilômetros de casa, com uma ressaca fundamental, descobre-se que aquela garota apenas seguiu inexoravelmente uma das Leis da Existência Humana:

TUDO SE DIVIDE, TODOS SE SEPARAM.

Embora não pareça nos primeiros meses.
Quando sua ilusão morre para sempre, você está finalmente livre.
Ah, baby, e isso não é pouca coisa!
Ao descobrir acidentalmente que, cedo ou tarde, a praga alcança a todos, torna-se mais fácil arriscar saltos no escuro.
A vida se transforma em pura arte.
O que mais se pode querer?
Um NÃO é só mais um NÃO.
Mas o SIM da garota certa pode mudar tudo.

Para Pete Hamill, em 1974, e Humberto Gessinger, em 1989.

*Postado ao som de Badlands – Bruce Springsteen.

Published in: on Julho 23, 2010 at 8:56 pm  Comments (5)  
Tags: , , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://naestradaaopordosol.wordpress.com/2010/07/23/gostaria-que-alguem-houvesse-me-dito-antes/trackback/

RSS feed for comments on this post.

5 comentáriosDeixe um comentário

  1. […] This post was mentioned on Twitter by João Paulo de Sousa , João Paulo de Sousa . João Paulo de Sousa said: Gostaria que alguém houvesse me dito antes https://naestradaaopordosol.wordpress.com/2010/07/23/gostaria-que-alguem-houvesse-me-dito-antes/ […]

  2. Domesticar rejeição e desamor cara? Acho que esse é um estado de iluminação que talvez nunca chegue…mas na esquina entre o passado e o futuro ( sempre um bom lugar para se enxergar o presente) vejo que… pô velho, seria bem mais fácil fazer como todo mundo faz… se eu soubesse.

  3. Muito bom ler esses textos, especialmente, estes. São identificáveis.🙂 Muito bom!

  4. Perder é relativo e isso é trivial. Abandonar pessoas é o maior dos passos largos que damos. Estar em oposto, ser abandonado, isso sim é sinistro. O mundo acaba-se de um lado, e um não passa a ser mais que um substantivo masculino de recusa. Os não podem ser diretrizes de vida ou “sub-viva” (neologismo a parte). Apesar de comum, isso é profundo.

  5. […] que sabe o meu segredo posso te contar mais sobre o que irá acontecer contigo nos próximos dias. Você irá sofrer por um tempo, é normal. Mas irá passar. Não há tragédia grega que supere uma trepada homérica. Não há tristeza que resista a um […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: