Às vezes se perde a bola do jogo

Em algum lugar de O Príncipe, Maquiavel, aquele bad old motherfucker, fala sobre como a vida é definida pelas oportunidades que se agarra ou se perde.

Bem, ou quase isso…

Eu estou aprendendo tudo esses dias.

Você e Bob sempre souberam que era verdade.

Talvez por isso você consiga pegar o telefone.

Em uma solitária noite de chuva.

No meio da semana.

E discar meu número para papear.

Você não está agarrando chance alguma.

Só conversar.

Isso é algo que não consigo.

Sua voz dói.

Relembra que, um dia no passado, você foi o grande amor daquela minha vida.

Antes da tempestade de ódio.

Antes da viagem para além-mar.

Engraçado como, depois de todos esses anos, seu sorriso permanece inocente e seus olhos, ainda mais azuis – ou verdes, dependendo da incidência oblíqua da luz.

Você podia ser ruiva durante o dia.

Loira à noite.

E eu sempre imaginando se você havia mudado o cabelo antes de apertar a campanhinha.

“Oi, como vai?” – vindo de você é familiar como… Melhor não lembrar.

Gostaria que pudéssemos, depois de tudo, sentar de novo na praia ao fim da festa.

(E há sempre uma festa em qualquer lugar, para qualquer pessoa).

Encher a cara de Heineken e tocar violão.

Você canta. Eu engano.

Ébrios trapaceiros um dia apaixonados.

Gostaria de ter agarrado a chance quando pude.

Teríamos sido um time e tanto.

Published in: on Março 26, 2011 at 11:38 pm  Comments (5)  
Tags: , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://naestradaaopordosol.wordpress.com/2011/03/26/as-vezes-se-perde-a-bola-do-jogo/trackback/

RSS feed for comments on this post.

5 comentáriosDeixe um comentário

  1. Só acho que faltou um ”ou não” no final do Texto. Mas, caputz! Muito bom. Principalmente pelo “Ébrios trapaceiros apaixonados”.

  2. Simplesmente foda (talvez essa não seja uma palavra adequada… Mas é insubstituivel).

  3. O desgosto parecia esmagador, muito para além do que é física e mentalmente suportável. Até respirar se tornou difícil. Doía respirar fundo, o ar passava dificilmente, como se existisse um espartilho apertado à volta do meu peito, um espartilho de dor, mas sem atilhos para desapertar. Com o tempo a intensidade lancinante da tristeza foi-se esbatendo, mas o vazio no meu coração permanece

  4. Acredito no consolo de uma música que diz assim:

    “Bom é quando faz Mal
    E confusão, sinuca e black jack
    Com quarenta dançarinas de Paris
    É meu camarada, aqui é Tombstone City
    E toda noite é o mal pela raiz”

    Nossa!

  5. […] você quer. Seria muita pretensão. Dessa vez você perdeu, mas não é por isso que irá desistir. O importante não é se você ganha o campeonato. E sim se você jogou mesmo debaixo de chuva, com o… Não adianta falar que desistirá o amor. É impossível. Se bem que, se ficar procurando razões […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: