SEPARAÇÃO

Este blog falou muito sobre separação.
(v. Blood on The Tracks)
E isso não foi honesto com todos os relacionamentos.
Foi honesto só com o que sentíamos.
Isso durou algum tempo – tempo demais, digo agora.
Depois passou. Como toda separação sempre passa.
Faça-me um favor: olhe suas fotos antes desse relacionamento.
(E por “relacionamento” entenda-se namoro, noivado, casamento ou o caralho)
Como foi?
Ah, eu sei, você estava feliz sorrindo e solteiro (a).
A primavera floria.
Flor-de-maio estava tão linda e ainda não era abril.
Onze-horas sem vergonha estava por todo lado.
Beija-flor apaixonado por todo dia vinha beijar
E contar os botões que ainda tinha pra abrir e partir…
Era bom, não?
E por que um (a) filho (a) da puta escroto (a) merece mudar isso?
É como se você nunca pudesse dar RESET na sua vida.
Acredite em mim (mesmo que você nem me conheça), você pode!
Acabar tudo e começar de novo é uma prerrogativa do ser humano.
É aquela coisa de “busca pela felicidade”, sabe?
Que entre nós se chama “dignidade da pessoa humana”.
Então, tudo se resume a começar de novo em busca da felicidade com dignidade.
Se você pode fazer isso, então nenhuma separação pode ser tão dolorosa.
Dói.
Mas vai passar.
Eu prometo.

Postado ao som de Olhos de Jardineiro – Zé Geraldo

Published in: on Dezembro 4, 2011 at 11:58 am  Comments (5)  
Tags: , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://naestradaaopordosol.wordpress.com/2011/12/04/separacao/trackback/

RSS feed for comments on this post.

5 comentáriosDeixe um comentário

  1. Falamos sobre dores próprias, e esquecemos que o mundo não é só merda. Acho que é consequência de, apenas, termos vivido entre tanta merda.

  2. vivemos na luta constante em busca da real felicidade sendo que de fato ela não existe, imaginamos encontrar-la em coisas momento ou pessoas, mas ganhamos e perdemos quando nos separamos de tudo, assim o que existe na verdade são momentos alegres, bons, mas que sempre fica no passado assim como as pessoas e coisas que nos deparamos na vida. A separação faz parte da vida e ela nos parece real diferentemente da busca de conseguir ser eternamente feliz.

  3. Felicidade não é algo que se adquire. É um estado pessoal. Não se tem felicidade… apenas se é ou não feliz. Se trata de “ser” e não de “ter”!!!

    • Na verdade meu caro “^^”, não acho que felicidade seja assim. Sempre que sorrimos é por algum motivo, seja ele qual for. Pra um dia nascer feliz é preciso que nele você saiba que algo bom vai acontecer. Estamos sempre buscando a felicidade e nos prendemos a algo que possa ser cada vez melhor, o que na verdade é, como posso dizer… egoista. Egoista não achar que apenas o vento no rosto não possa nos fazer felizes.

    • Na verdade meu caro “^^”, não acho que felicidade seja assim. Sempre que sorrimos é por algum motivo, seja ele qual for. Pra um dia nascer feliz é preciso que nele você saiba que algo bom vai acontecer. Estamos sempre buscando a felicidade e nos prendemos a algo que possa ser cada vez melhor, o que na verdade é, como posso dizer… egoista. Egoista não achar que apenas o vento no rosto possa nos fazer felizes.


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: