Que seres tão estranhos essa cidade tem.

Caro Sr. Joaquim José da Silva Xavier,

                                     Quanto tempo caro amigo, admito que ainda tenho por tua partida – tão calada – sentimentos de fúria e revolta, não tenho nenhum requinte em dizer que deveria ter levado todos àqueles “uhns” contigo, mas sei que fez aquilo que achava correto, e sua escolha foi cabível para o momento. Afinal, a quem quero enganar, aposto que já pulou para o próximo parágrafo, até consigo vislumbrar a tua cara muda, de quem não liga para os autos do processo, tudo bem, tudo bem, sem delongas irei para o sentido real de tal carta.

Venho por meio destas hulmides palavras relatar e documentar o meu espanto, não sei se ai ainda tens a alcunha que lhe foi dada aqui, mas acredito que cairia todos os dentes se visse o que vejo por cá. Nesta cidade surgem seres estranhos, não uma vez ou outra, mas todo tempo, desde que começou o ano, uma vez remoendo as lembranças e conversando com a multidão, acredito que o mesmo aconteceu e acontece a cada 4 anos, talvez exista algum nexo, não sei, mas é algo tão surreal que somente apelando para a prosa leviana de um trovador louco, oriundo lá do Recife, é que serei capaz de relatar como essa cidade tem seres estranhos.

Essa cidade tem uns seres estranhos, que seres tão estranhos essa cidade tem.
Um já nem fuma nem bebe, outro quase morreu de sede.
Um vê programa da hebe, outro é [Mestre dos Magos] na rede.
Um é o que é sempre escolhido, outro é o que é mais elegante.
Esse cresceu reprimido, aquele nasceu replicante.
Um é aguado e insosso, […] Esse remoi o caroço.[…]
Um tá no fim do caderno, outro dá início a leitura.
[Outro é abraçado pelo dono de uma velha seita cristã].
Um é o diabo de capa e outro é [amigo] da madame satã.
Essa cidade tem uns seres estranhos, que seres tão estranhos essa cidade tem.

Com solene carinho, assinado Pássaro Negro.

Inspirado pelo som de Lenine – Seres Estranhos

Published in: on Setembro 29, 2012 at 12:51 pm  Deixe um Comentário  

The URI to TrackBack this entry is: https://naestradaaopordosol.wordpress.com/2012/09/29/que-seres-tao-estranhos-essa-cidade-tem/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: