Para teu Amor

Baby, bem sabes que de nós dois, sou eu que ama.
Não te esforces, não necessito de ti, exceto o sentido e a ilusão de luz dentro dos teus olhos.
Sou a carícia e tu a borda que se curva até o abismo.
Sou o beijo e tu os lábios que ardem em contato.
Sou o desejo que inventa tua carne e a atravessa.
Não me ames,
Não há espaço no meu amor para o teu amor.

– Efraim Medina

Ao som de I love you – Woodkid

Published in: on Março 17, 2013 at 11:01 pm  Deixe um Comentário  
Tags: , , ,

The URI to TrackBack this entry is: https://naestradaaopordosol.wordpress.com/2013/03/17/para-teu-amor/trackback/

RSS feed for comments on this post.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: