Velho, Meu Querido Velho

2015-06-28 16.03.40

Era um dia bonito, agradável. O céu irradiava uma beleza incomum, parecia prever algumas emoções que haveriam de se suceder naquele dia. O vento assanhando meus cabelos, o sol no rosto. Tudo parecia estrategicamente colocado ali.

Chegando ao pé da serra a emoção já começava a tomar conta. O ar parecia diferente, aquele cheiro de mato nunca tinha me parecido tão agradável antigamente como o parecia agora. Aquela ladeira que antes parecia interminável pelo seu tamanho, hoje foi percorrida de uma forma rápida.

Já conseguia avistar quase tudo daquele passado.

A igrejinha ao pé da serra permanecia com os mesmos traços. Sentar nas suas escadas e apreciar as montanhas e árvores que cobriam a paisagem ainda parecia uma ótima ideia. Correr pelas suas laterais, com aquele medo de cair me parecia uma ótima forma de brincar.

O juazeiro parecia cansado. Decerto estava mais velho, um tanto quanto sem cor, mas ainda estava ali. Aposto que seus galhos ainda aguentavam se alguém quisesse subir neles. Ele era forte. Acho que sempre vai permanecer ali, naquele canto. Como se guardasse e protegesse a casa.

Sobre a velha casa, mudara a cor das paredes, mas o sentimento de alegria e paz ao adentra-la ainda fazia tremer o coração. Quantas lembranças aquelas paredes poderiam trazer. Lembranças de uma infância querida.

Oh! Distância!

Mas ainda consigo ver com bastante nitidez aquele passado… os primos correndo por aqueles cômodos, as tias conversando, a Avó oferecendo comida. Tudo estava estranhamente no mesmo lugar. As portas, janelas, aquele teto antigo que eu fitava por horas quando pequeno, sempre antes de dormir. O que me assustava também era o tamanho das coisas. A casa parecia bem menor. Aqueles batentes do lado de fora já não eram mais tão assustadores, conseguia subi-los sem muito esforço.

Mas o que mais me espantava e me fazia tremer era aquela foto colocada estrategicamente na sala. Sempre quem entrava tinha que passar os olhos por ela. Nela estava Ele, sentado, imponente apesar de seus 84 anos vividos, roupa inteiramente branca, sua bengala e seu chapéu inseparável. Olhar implacável. Rosto cansado pelo tempo. Seu chapéu sobre a cabeça, cabelos devida e cuidadosamente penteados, grandes, lisos, bonitos… Brancos. Parecia que a qualquer momento iria entrar por aquela porta e pedir para desamarrar as sandálias dele. Mas sabia que era impossível. Estava vivo apenas naquelas lembranças. Ótimas lembranças. Pois cada bloco de tijolo, cada cor, cada planta que crescia naquela terra lembrava sua pessoa…

Confesso que não consegui entender bem o sentimento que senti… Era um misto de saudade com arrependimento. Arrependimento sim, de não ter vivido mais daquilo. De não ter aproveitado.

Ó meu Deus, meu Deus, meu Deus!
Meu coração!
O que eu sou hoje são lágrimas!
O que eu sou hoje é saudade!

Pra se ler ouvindo Naquela Mesa – Nelson Gonçalves

Anúncios
Published in: on Junho 29, 2015 at 7:16 pm  Deixe um Comentário  

Sobre Mais Um Sonho Bom

Filtro-dos-sonhos-livres-de-todo-mal

É possível a gente sonhar com um sentimento?!

Me fiz essa pergunta agora a pouco ao acordar.

Eu sei que é possível sonhar com uma infinidade de coisas, pessoas, lugares… com uma viagem para a lua e até com um ventilador, mas não sei se é possível sonhar com um sentimento.

Acordei sentindo uma coisa diferente, tinha sonhado com algo que não estava nesse meio, não era um lugar, muito menos uma coisa, mas proporcionava uma imensa alegria dentro de mim e fiquei tentando entender do que se tratava, do porquê de estar sentindo aquilo. Só pude colocar o motivo no sonho que havia tido.

Mas não conseguia saber o que tinha sonhado, pois nada vinha a minha cabeça, só essa alegria inocente e meio sem sentido que tomava conta de mim.

Cheguei a conclusão de que tinha sonhado com um sentimento, pois só um sentimento poderia levar tanta felicidade a uma pessoa como estava acontecendo.

E não era um sentimento qualquer, desses que encontramos frequentemente pelas ruas e esquinas, era um daqueles bem fortes, daqueles que são capazes de fazer o céu ficar amarelo e as nuvens com cara de algodão doce. Um sentimento que está bastante sumido nos dias de hoje.

Mas sentia que algo faltava para completar esse sonho.

Minha cabeça se pôs a pensar e precisei apenas de alguns poucos segundos para saber o que faltava para ficar perfeito. Seu nome ecoou em minha mente de forma graciosa, quando lembrei de você tudo pareceu se completar.

Juntei a lembrança e a saudade que sinto de você com o meu sonho e o sentimento que estava dentro de mim se completou, pareceu fazer sentido.

 

Postado ao som de “Só Pra Te Ver Um Pouco – Bazar Pamplona
Pra se ler ouvindo “Sonho Bom – Gram

Published in: on Junho 25, 2015 at 7:26 pm  Deixe um Comentário  

Para T…

Nunca vou parar de persistir nesse sonho
Que parece não ter mais fim
Nem vi se estou acordado
Mas vivo tão feliz quando estou a teu lado
Mesmo tudo sendo um
Sonho maravilhoso e eterno
Ou a mais pura imaginação
De um garoto apaixonado.

Só sei que é tão bom sonhar acordado,
Tão bom parar e pensar…
Como é maravilhoso ter alguém especial
Para sonhar e nunca mais conseguir tirar
Esse sonho tão lindo de dentro do meu coração.

Queria sonhar com você eternamente.
Sonhar com você…
Sonhar com o teu amor,
Sonhar com a tua simplicidade,
Sonhar com o teu carisma,
Sonhar com o teu humor,
Com os teus olhos,
Com a tua boca,
Sonhar com o teu rosto lindo,
Com o teu sorriso lindo.
Viver mais um sonho infinito
Que não consigo acordar,
Nunca pretendo acordar.

Só mesmo um insano como eu,
Para acreditar que um anjo
Como você pudesse ser real e
Que eu não precisaria sonhar
Para te achar mais uma vez,
Bastaria acordar de mais um sonho
Que do meu lado você sempre
Estará.

Queria ter você sempre comigo,
Para novamente te encontrar
E repetir mil vezes se for
Preciso: Eu…

Pra se ler ouvindo Um Simples Olharzinho Seu – Zé Geraldo

Published in: on Junho 19, 2015 at 9:00 pm  Deixe um Comentário  

Por Você…